Encontro de Quadrinhos ZINEXT

Anúncios

Meanwhile the production continues!

Antes de comentar sobre o processo pessoal que está sendo a produção de o “O Grande Arquiteto do Mundo”, gostaria de fazer uma pausa com relação a todos os meus projetos anteriores, a resposta a todos é:

 “Eu ainda não desisti de vocês, mas eu preciso fazer essa pausa para elevar o meu nível de trabalho a um novo patamar. Gênio da Garrafa, Os pensamentos dela, S’oora, Galatika e Eleven Dreamers… vocês ainda estão no meu coração!”.

Agora de volta. Quando reavaliei o texto de “O grande arquiteto”, percebi que muitas coisas não funcionavam na narrativa, afinal de contas o meu intento até aqui e produzir algo claro e intenso ao mesmo tempo. Por tanto farei algumas alterações simples…

 – A cena não mais acontecera em uma zona abandonada do Colégio Sto. Tomás de Aquino mais sim em um farol de uma praia. Porque acredito que o clima de pôr-do-sol caira melhor com o nivel da conversa entre Roberto (que agora se chamara apenas “Betinho”) e Simone.

– O climax da história seria a descoberta do segredo de Simone, mas acho que isso pode ficar de lado. Portanto darei um foco maior ao dialogo deles, de forma a questão do dialogo: “Como tornar esse um mundo melhor ficara, mais em foco, mesmo assim o segredo dela permanecerá.

– A rebeldia de Roberto será transferida para Simone em um primeiro momento, por outro lado as personalidades serão mantidas, ainda assim a definição de quem possui uma boa vida será mantida…

Quanto aos sketchs alguns já estão prontos bem como os layouts, mas como o meu scaner está na casa do Luis C.S. as coisas, por enquanto, ficarão apenas na conversa.

No próximo post, sexta-feira eu comentarei sobre os personagens de “O Grande Arquiteto do Mundo”.

P.S.: Por outro lado eu já tenho o próximo projeto em mente, o mini-conto: “Apenas UM minuto, Apenas UM momento”.

Ok! Não entendeu o que está acontecendo? Saiba <AQUI>

O que? Ainda não leu o “O Grande Arquiteto do Mundo”? Leia <AQUI>

#MyLife42 – Rolling in the Deep

Estou aqui hoje meio que de passagem, o titulo do post e meio o que eu sinto ultimamente com relação a vida. Quero apenas suscitar as mudanças no meu blog. Agora serão postadas apenas UM post por vez, (isso garante uma leitura mais simples e agradável), porque pretendo usar esse novo layout pra divulgar as minhas mensagens aqui. Quanto a forma, ela será a mesma de sempre nada muito surpreendente, apenas apresentar spin-offs das minhas histórias e algumas já estão feitas e outras serão coloridas! PORQUE TENHO PC DE NOVO PORRA!

Bom agora q o primeiro furacão passou a hora é de produzir algo nas produtivas madrugadas… Enquanto isso quero apenas agradecer a todos q criticam o nosso trabalho, pois a vontade de fazer com que vcs se fodam é tão grande que nos motiva a crescer e mostrar pra vcs o que pode ser arte!

Até a próxima e eu realmente to adorando esse layout!

Links de videos e imagens fodas!

AQUI | AQUI | AQUI e AQUI TB!

#MyLife39 – Like a dog without a bone!

Ouvindo Riders on the Storm do The Doors eu sempre fico com sono…

Sim! Mas eu vim aqui para atualizar os loucos que lêem o meu blog e acompanham (mesmo que seja para fazer piadas depois) a minha vida. Estou aqui depois de algumas semanas sem postar nada de relevante, mas tenho muitas novidades. Só uma coisa… Não liguem muito para a minha cara nessa foto e que eu estava me posicionando quando tiraram essa foto. (A vida é assim mesmo… =/).

Como foto aê indica eu participei de mais um +HQ. Um evento supimpa de Quadrinhos que rola todo o ano em Sobral (cidade do interior do estado do Ceará e que nem por isso fica devendo em organização ou mesmo atrações aos eventos de Fortaleza, ou mesmo do Nordeste).  Durante a pouco mais de 24 horas que eu fiquei lá (e olha que foram umas 8 horas de viagem, contando ida e volta), muitas boas história aconteceram algumas gafés e muitas saudades de voltar lá e mudar o tempo outra vez…

Passar um fim de semana com gênios como Geraldo Borges (sou muito fã desse cara, é como se todo o meu lado NERD estivesse atona quando lembro que ele desenha quadrinhos para DC Comics). J.J. Marreiro (um grande homem e formentador do quadrinho nacional e incentiva novos produções a todo o momento…), Fernando Lima (a mente desse cara me assusta muitas vezes com a sua genialidade e pelo seu maquiavelismo também) e Luis Carlos (o louco que topou trabalhar comigo no que der e vier…). Me reuni com todos esses loucos e passamos um final de semana agradável na cidade onde chove dentro dos prédios e sempre somos surpreendido por novidades gastronômicas, afinal de contas da vez anterior eu provei uma carne de bode que estava divina!

Durante essa viagem aprendi muitas coisa e posso citar algumas delas…

– Alguns self-services não fazem desconto do prato…

– Quadrinista não gosta de futebol (rsrsrs)…

– Quadrinista não bebe (essa foi densa)…

– Uma boa história pode ser simples (me desculpe Alan Moore e Gaiman)…

– Um bolo pode ser compartilhado com o máximo de pessoas possíveis…

– Quadrinista tem a obrigação de saber o nome de diversas atrizes porno…

– Que a Maria Gadú parece como uma vala do filme Jogos Mortais 3 (by J.J. Marreiro)…

– Que eu não sou a unica pessoa que acha a Hayley Williams bonita…

Bom por enquanto é isso, aliás eu estou preparando algumas novidades com relação a Revista ZINEXT e ao nosso evento dia 2 de Julho!

MyLife#36 – Praia + Sala de aula + Mudança = Sadness?

Bom enquanto o mundo parece estar enlouquecendo ao meu redor… quadrinhos, fim do mundo, lágrimas, Cícero, Relações Internacionais, Semana de Humanidade , doenças mortais, aluguéis, xícaras de café não lavadas, self-service de cachorro-quente a R$4,00, sorvetes de abacaxi, despedidas de posters  e etc (pelo menos foi isso que eu consegui me lembrar agora…) ainda consegui espaço para desfrutar alguns momentos em paz…

Passando um tempo na praia e um seguindo em frente com os estudos e resolvi postar algumas fotos, (admito que estou com muita preguiça de digitar aqui últimamente e tenho milhões de desenhos que poderia postar aqui e no meu DA, mas por questões de tempo está ficando difícil…).

Isso vai passar, mas ouvindo Ameno by Era, não irá…

Continuar lendo

MyLife#35 – 50 anos em 5!

 

OBS: Decidi que nenhum dos post da série MyLife# receberá comentários… frescura minha.

É difícil imaginar uma coisa como essa, mas é assim que me sinto nas últimas semanas… Sempre me imaginei como alguém que tinha pleno controle de seus sentimentos ou mesmo de minha vida, mas isso não acontece mais. Fui indagado da seguinte forma…

“Se você quer ser levado a sério… precisa amadurecer uns cinco anos…”

Bom essa questão me pegou, por alguns motivos que não convenham citar aqui e outros que sequer merecem ser citados, mas o que me mata é saber que não posso ser levado a sério por ninguém…

Ok! Eu tenho um poster da Homem-Aranha Nº 1 em casa (e gosto muito dela por sinal), faço quadrinho, vejo seriados americanos, me considero nerd (apesar de que hoje em dia tá difícil ser…).

Todos tem seus sonhos e projetos pessoais e acredita neles com todas as forças, outros apenas vivem, pois pra eles viver é apenas levar a vida como se um dia viesse atrás do outro e nada mais…

Uma das maiores dificuldades que tive quando comecei a lecionar na escola era que os alunos não me levavam a serio simplesmente por eu saber a diferença entre Luan Santana e Justin Bieber (não que eu me orgulhe disso…). Por um lado ganhei rapidamente a confiânça delas e fiz grandes amigos e espero fazer parte de uma etapa interesante da vida deles.

Porém seguindo as palavras do nosso amado JK (que não é a autora do Harry Potter) é necessário mudanças radicais que elevarão o patamar para a evolução de 50 anos em 5, ou seja, tô precisando repensar a minha vida…

MyLife#33 – Minha vida em 3D!

 

Apesar de fazer alguns séculos que não posto nada aqui resolvi atualizar os acontecimentos em 3 dimensões da minha vida: trabalho, amor e estudo (mas e o resto? O resto não acho tão importante comentar…).

Trabalho…

Estou trabalhando novamente no Liceu do Conjunto Ceará, na verdade estou desde Novembro por lá, novamente dando aulas de história, mas dessa vez foi um aprendizado muito maior do da última vez. Nunca imaginei que fim de ano em escolas da rede pública fosse tão complicado para os professores. Na verdade ainda não acabou, meu contrato dura até o meio de Março e ainda possuo uma possibilidade (por menor que seja de continuar em 2011).

Amor…

Mesmo quase um ano sem ninguém na minha vida, abri espaço para mais alguém e estou bastante feliz ao lado dela, meu MOZÃO. É muito bom estar do lado de alguém, mas mesmo tempo é complicado. Hoje estamos comemorando 3 meses juntos (tá verde ainda, eu sei, mas está ótimo).

Estudo…

Tenho muitos planos para esse ano de 2011, na verdade ainda não decidi se farei mestrado e em que área: Filosofia ou Pedagogia. Independente de qual área for espero que tudo se resolva bem e me dedique mais ao Francês que vai ser com certeza muito necessária nesse ano…

O resto…

Quanto ao resto, estamos começando um clube novo de quadrinhos o ZINEXT que lembrará um pouco o Mangaka EX³, mas fugindo um pouco da cena Manga apenas. Estou trabalhando em um quadrinho com meu amigo Luis Carlos (meu atual grande parceiro de todas as horas…). E em vários projetos desde montar minha própria casa a organizar a I Semana de Filosofia da UFC…

No mais é isso, em breve eu posto fotos, momentos e etc. Aqui nessa zona do Blog e quanto aos desenhos tenho um monte em casa, mas infelizmente minha placa RAM morreu e estou sem PC por um tempo…

 

Até a próxima galera e a gente se vê! o//

MyLife#31 – O que não fazemos por amor?

Um guia passo a passo de como dançar "The Time Warp"!

 

As vezes me pergunto o que fato somos capazes de fazer por amor… Se é que isso existe… Isso me lembra o que Foulcaut em História da Sexualidade fala sobre a inversão dos valores do matrimonio… Antes a mulher tinha um papel de liderança, pois gerava novos seres, por isso era considerado o sexo forte. Não sei ao certo quando isso aconteceu (imagino que foi no fim da Idade Bronze, com o advento das classes aristocráticas da o homem notou q na verdade sem ela de certa forma não haveria descendência (o que é biologicamente correto), o poder da mulher caiu e existe hoje um principio de castração que tenha mostrar a mulher como sexo frágil e…

 

Como eu cheguei nesse assunto mesmo?

 

Bom em todo caso estou meio perdido nesses dias estou pensando em algumas histórias até certo ponto bizarras, mas são uma boa. A história se chamara Stay On These Roads (sim! isso mesmo a música do A-ha), com dois personagens:  Noiva (uma garota com um vestido de noiva) e Bob (um cara bon vivan que tem apenas 3 meses de vida). Um dia, eles irão se encontrar devido a força do desejo (ou melhor da vontade). O fundamento dessa loucura toda nada mais é do que o filho deles q ainda nem nasceu, mas deseja existir e foi esse desejo se fazer real que possibilitou a união inusitada deles… O fundamento disso? A filosofia de Shoppenhauer.

A história é louca, mas vocês irão gostar…