MyLife#32 – Os números de 2010!

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

Continuar lendo

Anúncios

MyLife#23 – Afinal de contas… O que você esta fazendo da vida Cilio?

Essa é realmente uma ótima pergunta. Algo que ocupa a minha cabeça até com uma certa frequência. A grande questão é “O que raios eu estou fazendo que não posto nada aqui a séculos?”.

A resposta é: Por incrível que pareça eu estava trabalhando..

Atualmente participo de diversos projetos relacionados a quadrinhos e para piorar a situação os rumos do meu mestrado simplesmente mudaram vertiginosamente. Mudei de autor, antes estudava Rousseau e agora é Marx. Pelo menos a idéia se mantêm que é a critica ao conceito de (pausa para lembrar do que era… XD… 10 minutos e muitas risadas no Ñ.intendo depois…) Cidadania na Educação.

Continuar lendo

MyLife#8 – O dia que os mortos retornam…

Não é mistério para muitos a minha predileção por filmes de Zumbis (nota: NÃO GOSTO DE RESIDENT EVIL, pelo menos não como a maioria.), na verdade amo filmes de terror do tipo (parafraseando Mina Hakuba de “Castelvania: Dawn of Sorrow”) que fazem a gente “pensar”.

Um belo dia fui apresentado a um dos filmes que mais assiti na vida. Até agora foram 8 vezes em menos de 6 meses… De volta para o Futuro foram 16 nos mesmos 6 meses, mas são 3 filmes e eu gostava a mais tempo. Anyway, do que eu estou falando? Do filme Night of the Living Dead!

Então se preparem pois:

“Eles vão te pegar Babra!”

Sem dúvida alguma o filme marcou muita gente e merece ser visto, numa epoca onde a grigolândia fazia filmes experimentais de niveis muito bons. Mas infelizmente hoje só restam os “blockbusters” de férias… fazer o quê?

Na epoca em que “Night” foi feito, algo em torno de 1968 (sim o filme original é P&B), o que conheciamos de Zumbis eram os de Boris Karloff e do Bela “Dracula” Lugosi. Onde poderes místicos  davam aos homens poderes de retornarem dos mortos.

George Romero, um apaixonado por filmes de terror resolveu contar sua versão da história (aê é que está a grande sacada da história), onde num dia como outro qualquer os mortos voltam a vida e com FOME!

O gênero está tão batido que hoje quase ninguém mais se assusta com a ideia de mortos-vivos (renego a nova ortografia) comedores de gente, mas hoje pela manhã assitindo a minha versão e vendo (ou melhor ouvindo) os comentários de Romero ao filme ele disse que:

“Minha intenção não era criar uma nova mitologia sobre zumbis, no meu filme eles eram espécies de “demônios”, mas como ninguém percebeu, então… que seja… rsrs”.

O fato é que acompanhando as DESventuras de Babra (passei meses achando que era BÁRBARA, mas me enganei, pois o próprio Romero a chama de “BABRA”), Ben, Mr. Cooper  e Helen Copper, Tom e Judy e a Rainha dos EMOS (¬ \\) … Chegamos a comclusão de: Meu Deus! O que eu faria se estivesse num holocausto zumbi? O engraçado é que o temo “Holocausto Zumbi” foi criado graças a mitologia de Romero e só foi citado a primeira vez anos mais tarde em Dawn of the Dead (1979) que também é de Romero.

MyLife#4 – Mais uma Sexta-Feira 13, afinal você tem medo? Por quê?

Olá discípulos! Chegamos a nossa segunda Sexta-Feira do ano, no segundo mês seguido, isso é estranho? Talvez não…Você tem medo? O que é medo?

O filosófo Sócrates, afirmava que não deviamos usar exemplos para definir algo, um conceito deve ser universal, finito em si-mesmo, quer dizer, não possui uma explicação a não ser em si-mesmo.

O medo… É o medo oras!

Continuar lendo