MyLife#28 – Sim! Eu resolvi escutar RESTART… É pecado?

O titulo desse blog e Nós Vamos Quebrar Você (tradução tosca) e não é por isso que podemos abrir um espaço para uma discussão, mas fora do foco central (e esse blog tem foco? Tem! Pelo menos eu acho =T). Hoje vamos comentar o assunto do momento. Os coloridos, ou melhor a P@#%$ da música do Happy Rock (isso existe?).

Ontem a noite curtindo um ensaio de um grupo de amigos que tiram System of a Down, Metallica e etc. Um moleque falou: “Hei! Pq vcs naum tocam Restart?” é obvio que a resposta foi “Porque é coisa de V$4D@!”. Então ele respondeu: “Vcs metaleiros são todos uns preconceituosos, nem conhecem o som e vão logo falando mal pra posar de macho e etc…”. Por mais que eu não ligasse pra essa p@#$% de opinião da galera fiquei com um treco na cabeça. “Meu irmão eu já ouvi até Attack! Attack! Vamo ouvir essa coisa aê… Então resolvi escutar o CD do Restart (única banda colorida remanescente, pq o Cine já pulou fora do barco). Resumindo escutei o CD inteiro e vou dar as minhas impressões.

Não sei se posso chamar de copia, mas as músicas tem qualidade, mas as letras são de dar dô. A não muito tempo o Rock Nacional falava de Política e tinha uma mensagem, as letras falavam de coisas comuns ao jovens daquela época. Como não lembrar de Legião Urbana e o seu Faroeste Cabloco (por sinal um dos meus sonhos é quadrinizar essa música e “Eduardo e Mônica”. Agora não os temas são apenas ligados a AMOR. E detalhe é uma amor muito meloso. A maioria dos críticos afirmam que isso é “música de meninas que nem chegaram a primeira menstruação”.

Não é bem por ai, mas tem que se admitir. Tem hora que é muito chato ver riffs que marcaram com bandas como Blink 182, Simple Plan (antes do EmO), The Offispring, Yellowcard usado por letras tão vazias. As letras são um saco, o que leva a levar que parece um NXZero, mais  feliz. (agora o Happy Rock faz sentido… =/).

Enfim o som não é ruim, mas as letras são de dar tanto dó que nem consigo mais escrever esse post… fui!

Anúncios

2 comentários sobre “MyLife#28 – Sim! Eu resolvi escutar RESTART… É pecado?

Os comentários estão desativados.